Amazon MP3 Clips

quarta-feira, outubro 06, 2010

Liberdade condicional

A acção humana é condicionada pela programação da Natureza: nascemos, alimentamo-nos e morremos (condicionantes fisico-biológicas), pelas condicionantes histórico-culturais: linguagem, tradições, hábitos, formas de comportamentos e lendas.
Por outras palavras, o ser humano é condicionado pela sua própria existência e pelo que é.  Se o sujeito é um ser humano não poderá, certamente, ser um deus, uma ave, uma borboleta, uma estrela, um gão de areia(...). O sujeito não escolheu o seu sexo ou as suas características físicas e psíquicas. Não escolheu também, a época histórica em que vive, o espaço geográfico, a cultura, a sociedade em que se insere ou o modelo de educação que lhe é imposto.
Se o sujeito vivesse em Marte, se fosse Hindu, se não tivesse seguido o modelo de educação actual ou não tivesse tido qualquer tipo de educação, por exemplo, as suas acções seriam seguramente,diferentes bem como, a sua maneira de pensar, as suas escolhas e personalidade. O sujeito não pode dissociar-se destas condicionantes que influenciam toda a sua vida negativa e positivamente. Porém, sejam quais forem as condicionantes a que o sujeito for submetido, este não deixará de ser quem é possuindo sempre livre arbítrio, ou seja, a sua essência permanecerá intocada.

Sem comentários:

Enviar um comentário