Amazon MP3 Clips

domingo, janeiro 17, 2010

«Bate coração de ferro\ o maior que houve em mulher»

«Coração de ferro», será? Não é novidade nenhuma que a mulher é um ser extraordinário, capaz de actos impensáveis, por amor. Temos como exemplo as nossas mães e não é preciso irmos mais longe que isto: elas dão-nos tantas provas de amor que acabamos por nos habituar e banaliza-las.



Ser mulher nunca foi fácil, pois a mulher raramente foi e é vista como igual ao homem. Por incrível que pareça, isto ainda acontece muito frequentemente na sociedade em que vivemos e, ser-se mulher inteligente é ainda mais difícil, pois ainda paira o fantasma ideal da mulher que «não pensa» e se subordina aos homens da sua família.


Para além de todas as suas capacidades, a mulher tem uma capacidade extraordinária para amar. A mulher que ama e quando ama, dá-se por completo, entrega-se por uma causa, debruça-se nas suas missões e chega a dar a vida pelas pessoas que ama. No entanto, é errado pensar que a mulher tem «coração de ferro» e que pode suportar tudo e mais alguma coisa, não sendo necessário preocuparmo-nos muito com isso porque «ela aguenta»!


A mulher ama incondicionalmente e suporta muito melhor a dor do que o homem, seja esta de que ordem for, mas não nos esqueçamos que a mulher é um ser humano e o seu coração é um músculo com duas aurículas e dois ventrículos e, não é necessário dizer mais nada para que seja perceptível que a mulher sofre precisamente devido a esta sua capacidade de amar. Atrevo-me então, a afirmar que, comparado com a mulher o homem limita-se a fazer uma caricatura do amor!

sábado, janeiro 16, 2010

para a Catarina

Quando a felicidade bater à porta abre-a sem medos, para quê resistir?





por vezes caimos na tentação de resistir à felicidade, de recusar o que nos faz bem e vamos sendo cadáveres adiados(coisa que sei que não és), és muito mais que isso... mas é «sempre mais do que eu te sei dizer»...




se dissesse não faria sentido nenhum e iria atraiçoar o que tu és porque não o diria nunca de forma perfeita!




No entanto és humana...um dia poderás cair nesta tentação, talvez no passado já tenhas caido mas a queda serve para que cada levantamento de vôo seja único...




Não resistas, para quê resistir? Não há tempo a perder com resistências, hesitações e reticências... aqui e agora há a VIDA, há um mundo novo a descobrir todos os dias e só o podes saborear se te atirares de cabeça por ai a baixo para depois subires como uma pluma flutuante! Sei que o farás, talvez só precises do impurrão para que o coração se abra e desarmada como ave que voa, frágil e indefesa mas livre e feliz eu te encontre no meu horizonte...

grupinho

De passos apertados lá ia eu ao encontro do outro, outro que não conhecia, tão diferente e ao mesmo tempo tão igual... a razão deste encontro não era muito legítmia mas a consequência foi o melhor que já me aconteceu, o resultado foi o encontro com Deus...




e revejo esse encontro de amor em vocês, o outro que ainda não conheço mas que me transforma, que me ajuda tanto, que está comigo para festejar mas também está para apoiar nos momentos dificeis!



Aqueles sorrisos, abraços, quando pegas na minha mão... ainda não sei quem és e sei que nunca saberei mas posso chamar-te amiga e sei que o que partilhamos e vivemos é muito e chega e será sempre a consequência deste encontro e já valeu a pena porque Deus nunca desilude e vocÊs, só me têm dado alegrias e surpreendem-me tanto... se soubessem... são-me tanto, tanto que nem imaginam!



Todos temos um nome, uma qualidade, um defeito, um dom e um crime cometido, todos temos uma culpa, um sonho, uma esperança e um amor, voçês têm a força, a beleza e amizade que eu não posso comparar, porque é algo único na minha vida, talvez do melhor que já me aconteceu e que vai acontecendo...é o indizível, é o saber que valeu a pena entrar a medo e agora ter medo de um dia ser obrigada a partir...

quarta-feira, janeiro 13, 2010

Uma noite à procura de uma vida sem fronteiras!

Por estes dias resolvi inscrever-me numa caminhada nocturna. Fi-lo porque precisava de me encontrar e pensei que me ajudaria a crescer na fé. E estava certa! Deixo-vos então este pedido assertivo: não desistas de Deus, Ele nunca desiste de ti e, por mais longe que andemos de Deus, chega uma altura na vida em que Ele nos apanha!



«Uma noite à procura de uma vida sem fronteiras» não é uma noite em que procuramos a fórmula para fazermos tudo o que queremos, pois se fizermos tudo o que nos apetecer em vez de encontrarmos uma vida sem fronteiras deparamo-nos com uma vida cada vez mais limitada pelo egoísmo e um coração de ódio crescente. Por isso, desenganem-se! Uma vida sem fronteiras é uma vida em que o amor não tem limites, as obras de amor (caridade) não têm fim, em que o nosso coração tem espaço infinito para acolher a Deus e aos outros. Uma vida sem fronteiras é uma vida em que através do amor o impossível se torna possível, «A Deus nada é impossível!»


Então é possível aproximarmo-nos de um ideal impossível? Se não formos preguiçosos, comodistas, egoístas… se amarmos e acreditarmos: SIM, É POSSÍVEL! Aquilo que está distante é vencido pela vontade e pelo amor. As distâncias são vencidas pelo olhar, pelo ouvido e pelo olfacto.


O que parece estar longe vai-se aproximando cada vez mais até que um dia consegue entrar em nós!

Imagina-te numa ilha deserta, só…

Imagino-me numa ilha deserta, só… à primeira vista parece-me um handicap, numa ilha deserta sozinha, sem computador, telemóvel, televisão, longe da civilização, das pessoas, longe do mundo… mas depois de pensar melhor, logo deixa de se assemelhar a um handicap e torna-se numa utopia. Sim, e porque não? É tão difícil encontrarmo-nos sozinhos numa ilha deserta ou tão fácil!


Vejo o mundo à minha volta, milhões de pessoas, milhões de robots de companhia, milhões de ódio, solidão e pobreza… vejo milhões de tudo e mais alguma coisa! Milhões que fazem companhia, milhões de vazio que não me preenchem nem de longe.

Neste momento, apetece-me fugir para uma ilha deserta e ficar sozinha no nada, mas este nada comparado com as milhões de coisas que vejo é um tudo. Só neste nada é que é legítimo escrever no estado puro, amar no estado puro, ver Deus no estado puro, ser uma Pessoa, no sentido da palavra!

Porque é no nada que encontramos tudo e é no meio da multidão que não encontramos nada.

Sê feliz!

Rodeia-te dos teus amigos.







2. Ri. Ri. De ti. Dos outros,. De tudo. Não pares de rir.






3. Não comas. Bebe água. Aproveita o desgosto amoroso para perderes os quilos a mais.






4. Apanha sol. Vai ao mar. Apanha sol. Vai ao mar. Sempre. Sempre. Sempre.






5. Seduz. Conquista. Sedus-te. Conquista-te. Arranja-te. Sente a mulher única que és.






6. Ocupa-te: trabalha, lê, faz ginástica, vai ao cinema, dorme, escreve...






7. Enumera os defeitos do tipo. Aqueles que tu não querias ver mas sabias que existiam. Por exemplo: Era gordo? Tinha barriga? Usava trousses brancos? Não tinha humor? Era possessivo? Olhava para tudo o que passasse em volta e usasse saias? Deitava lixo para o chão? Era ssim tão bom na cama? Era assim tão carinhoso? E sensível? E compreensivo? Era assim tão inteligente? Alguma vez lera um livro ou jornal que não a Bola?






8. Retira o seu número do teu telemóvel. Se te apetecer mandar-lhe uma mensagem, manda-a para a tua melhor amiga.






9. Faz uma selecção das tuas músicas preferidas e canta, dança, pula, salta...






10. Pensa que tudo passa, tudo sempre passará e que se tu, uma mulher tão especial, foste rejeitada é porque ele não te merecia. "Só uma besta se atreveria a perder-te!"






11. Arruma a um canto todos os objectos que te façam recordá-lo. Ou, melhor, devolve-os com um cartão a dizer: "






Já não me interessas. A tua época passou. "

sábado, janeiro 02, 2010





                                                                                                                       

«É sempre mais do que eu te sei dizer, mil vezes mais do que eu te sei dizer...»

sexta-feira, janeiro 01, 2010

Não chores por mim, chora comigo, e transformaremos as lágrimas em chocolate partilhado...



Não rias de mim, ri comigo e dançaremos ao som da alegria...


Não fujas de mim, foje para mim, foje comigo, e encontraremos forças para enfrentar todos os desafios...


Não grites comigo, fala comigo, e através do diálogo algo bom surgirá...


Não me evites, procura-me e iremos colher flores num jardim qualquer...