Amazon MP3 Clips

sexta-feira, janeiro 07, 2011

Uma discussão daquelas!!!

Rita Dias: O mais curioso é que mesmo num sítio desses, a nossa imaginação pode voar...



Ana Rita Raposo: Sem dúvida!


 Rita Dias: O facto da porta estar aberta e nos convidar a entrar é interessante

Michel Fernandes Explica-me la o que para ti significa esta imagem. É muito filosófico, mas passa por cima de uma das primeiras condições para se vive;, se se fechasse a porta e não tivesse a capacidade de a abrir a pessoa acabaria por morrer com fome por falta de comida, por muita cultura literária que absorvesse...E uma pessoa culta deve usar a sua sabedoria também em prol dos outros, e não apenas para si mesmo. É o que penso ao olhar para esta foto

Ana Rita Raposo Esta "prisão" representa o conjunto de livros proibidos, censurados, onde há também, claro está, livros de filósofos. A comida e a bebida são, inquestionavelmente, indispensáveis à nossa sobrevivência; os livros são indispensáveis à alma!

Rita Dias a alma existe?

Ana Rita Raposo Que lhe parece Rita? Sente-se só corpo?

Rita Dias não, mas também não sinto alma.

Ana Rita Raposo Aristóteles defende que a alma é "de anima", aquilo que anima, que dá vida ao corpo!

Michel Fernandes Eu defendo que nós é que "alimentamos a alma"...

Rita Dias EU não defendo nada, aquilo em que acredito está em permanente mudança... como é que alma e corpo podem ser compatíveis, coexistir?
Rita Dias E depois de coexistirem separarem-se? Não faz sentido ou simplesmente não compreendo

Michel Fernandes A alma existe, isso garanto-te eu... Não queria era explicar-te como eu sei isso.... com certez que já deves ter ouvido "histórias" que te garanto que são verdades. E não tem nada a vêr com filosofia, mas sim com factos concretos. Há coisas... que transcendem o empírico, o razoavél e a compreensão humana, mas ás vezes vendo e sentindo directamente ou indirectamente certas coisas percebe-se o que estou a falar... Mas continuo a defender que cada pessoa "alimenta a sua alma" a todos os niveis, e isso reflete-se após a morte. Acho que fui explicito, e acredita que a alma e o corpo se separam após a morte.

Ana Rita Raposo

Miguel, a filosofia debruça-se, leva-nos a reflectir profundamente sobre factos concretos!!Não percebo quando afirmas peremptoriamente que "não tem nada a ver com filosofia, mas sim com factos concretos"???? Curioso também a tua posição que... me parece um pouco, desculpa, contraditória! Os factos concretos são empíricos. Se a alma, ou há coisas, como dizes, que transcendem o empírico e a nossa compreensão, como separas anterioremente filosofia de factos concretos? E se há transcendência, como podes assumir essa posição de que a alma existe e se separa efectivamente do corpo, quando referiste que há coisas que ultrapassam a nossa compreensão? De onde te vem a compreensão, quando afirmas que os seres humanos não têm inteligibilidade de certas coisas?
Rita Dias O que compreendemos pode ser uma incompreensão.
Rita, não considero que aquilo em que acreditamos esteja em permanente mudança se assuma como negativo!! Considero até que não nos satisfazermos com as respostas que vamos encontrando, convertendo-as em novas questões, precisamente por não ...possuirem a profundidade que esperamos ou que nos satisfaça, é uma atitude primordial para não nos acomodarmos! As posições que podemos assumir face à problemática da imortalidade ou não da alma são várias, todas elas, desde que fundamentadas, são válidas! Identificamo-nos, ao longo da nossa vida e das experiências por que vamos passando, ora com umas ora com outras, ou então, assumimos a mesma tese durante a nossa vida toda, sem a pôr em causa, o que não deixa de ser dogmático! De qualquer modo, a não compreensão disto ou daquilo não parte do zero, o isto ou o aquilo são já o ponto de partida para a tentativa de esclarecimento, se nos predispusermos a isso, claro! Há, com efeito, questões que ainda se nos colocam, desde os primórdios da humanidade, mas que ainda hoje permanecem, pois o Homem ainda não conseguiu eliminá-las com uma qualquer solução científica, ideológica, política,... Como a filosofia está tão presente!
Rita Dias Claro. Eu tento fugir a essas questões, mas elas perseguem-me :O Nesse caso não posso defender coisa nenhuma porque não tenho fundamentos.



  • Ana Rita Raposo Defender pode, mas é mais uma opinião!





  • Rita Dias Exacto, é só mais uma opinião num oceano de milhares de opiniões. Se a alma realmente existe e é imortal, inquieto-me com o que se diz à volta disso. Alma e corpo separam-se, na hora da morte do corpo, então se a alma estava presa ao corpo ...agora irá libertar-se, mas não será difícil desabituar-se do corpo depois de estar aprisionada a ele durante tanto tempo? Não será como aquela pessoa chata de quem nos queremos livrar, mas que depois nos deixa saudade? é tudo tão incoerente.


    No entanto, se a imortalidade da alma não existe, é injusto. É injusto o sofrimento, é inglória a luta, é existência da dor, da doença, da perda, da morte... E quem não quer viver eternamente, está condenado ao sofrimento eterno?


    Seja qual for o caminho, não lhe encontro o sentido.


    A vida terrena sabe a pouco, mas a vida eterna pesa demasiado...
     
    Michel Fernandes Tudo o que somos reflecte-se na eternidade. Já alguma vez viram um espírito de uma pessoa que conheciam em vida? Acreditem que a alma existe. E é com o que fazemos em vida nomeadamente em acções que a alma vai seguir o caminho que tem que fazer depois de se libertar do corpo. A Filosofia é uma ciência que até gosto, mas há coisas que nada nem ninguém consegue explicar, porque há coisas que são de fé, outras empiricas outras como se diz "só vendo é que se acredita". É por isso que digo que o corpo alimenta a alma.
     
    ...
     
     
    Rita: Espero que continuemos esta discussão! :DD

    Sem comentários:

    Enviar um comentário